Historia de Swainael.

    Compartilhe
    avatar
    Swainael

    Mensagens : 56
    Data de inscrição : 13/11/2010
    Idade : 22

    Ficha de Hunter
    Level: 1
    Clube:
    Experiência:
    500/1000  (500/1000)

    Historia de Swainael.

    Mensagem  Swainael em Sab Nov 13, 2010 3:18 pm

    "Elfos, a raça imortal, a raça corajosa, a raça dos lendários. A única que merece sobreviver."
    Era assim que as crianças elfas eram ensinadas na Guilda dos Arcanjos, localizada nas florestas de Kinkou atrás das montanhas Paza-o. La todos os elfos eram treinados rigorosamente para se tornarem assassinos.
    Eram sete as montanhas Paza-o: Matsukain, Fernundium, Jonpah, Emoluos, Alechanr, Sholay e o gigante pico da Basiléia. Eles cercavam a floresta, não permitindo que a luz entrasse nela, isso deixou os membros da Guilda dos Arcanjos com forte tendencia em controlar as trevas.

    Os membros da Guilda eram chamados de "Anjos do Vácuo" e em seus treinamentos ninguém podia vacilar, os elfos que não conseguiam termina-los eram sacrificados. “Talvez na próxima reencarnação", sempre dizia Djaime, o VII Onipotente da Guilda, antes de sacrificar os perdedores.
    Eram 11 alunos na XXVII geração da guilda, um pouco menos que as anteriores, já que houve muitos membros mortos na tentativa de destruir a cidade elfica de Zonya, localizada atrás da montanha de Jonpah. Entre eles estava Swainael "O prodígio das sombras", pois sempre estava um passo na frente de qualquer outro elfo de sua idade e todos esperavam que, quando terminasse o período de Djaime , ele fosse escolhido o novo onipotente dos anjos do vácuo.
    Quando completou seus treinamentos, seu apelido foi mudado para “O retalhador da luz", e foi chamado para lutar numa dessas constantes batalhas entre os anjos do vácuo e o zonyanos.

    A missão estava sendo um sucesso, os zonyanos, que se auto apelidaram de " A luz divina", estavam recuando. Swainael entrava de casa em casa para fazer jus a seu apelido. Os portões da cidade já estavam tomados, Swainael passava de casa em casa para ver se ainda tinha algum "demônio da luz" vivo, e em uma casa ele percebeu uma abertura bem pequena que dava para algum tipo de porão, pulou dentro da abertura e chegou numa salinha com o chão todo coberto por montes de feno. Não viu nada de interessante e já estava saindo, quando ouviu um pequeno espirro acompanhado de um mínimo flash de luz em baixo de um desses montes de feno. Já sabia que era um desses demonios da luz, golpeando só uma vez ele conseguiu cortar o feno com suas unhas, e em baixo dele la estava a pequena demônio deitada chorando de medo. Esboçando um sorriso ele afastou sua mão e preparou suas unhas para rasgarem aquela garota, porem quando tentou enfiar suas garras nela, algo o impediu. Ele não sabia o que era, mas desconfiava que fosse o rosto da garota, branco, com olhos azuis e cabelos dourados se camuflando no monte de feno. Naquele momento um fragmento de luz foi fincado no seu coração, segurou a mão da menina e puxou para ficar de pé, podia matar ela quando quisesse, o problema é que não queria.
    - Qual o seu nome? - Ele perguntou
    - Sou Irelia, o coração de ouro. - Respondeu com uma voz doce, melodia para qualquer ouvido.
    - Eu sou Swainael, o retalhador da luz.
    A elfa parecia ter ficado assustada com o apelido dele, mas sem ligar pra isso continuou puxando assunto.

    Passou algumas horas e ouviram dois Anjos do vácuo passando por cima da casinha.
    - Aonde esta Swainael? Ele precisa participar da reunião junto aos outros. - Falava o primeiro elfo.
    - Eu também estou à procura dele, não sei aonde ele se meteu. - Explicou o segundo
    Swainael esperou os dois elfos irem embora e disse:
    - Estou de saída, foi bom falar com você...
    - Mas eu quero te ver de novo. - Irelia olhava com um rosto triste, quase chorando, com medo de não ver ele de novo.
    Swainael se sentiu estranho, aonde ele vivia todos eram rudes e não ligavam muito pro resto.
    - Ok, me encontre na montanha de Fernundium um dia depois do cerco acabar, por enquanto continue escondida.
    Nisso swainael foi embora dar satisfações a seus superiores. “Estava em cima de uma arvore com tédio e acabei pegando no sono, afinal, à noite nessa cidade e muito monótona", disse sem apresenta quaisquer emoções.

    No meio da reunião, já tinha levado uns três ou quatro tapas para parar de olhar para o alem, só conseguia pensar em Irelia, quando lhe perguntavam algo, ele respondia “sou um mero soldado" sem ao menos olhar pro rosto da pessoa. Em meio a essas viagens em sua cabeça, sua consciência volta, a barraca da guilda estava pegando fogo. Ele e os outros correram para fora, e centenas de flechas da luz caiam do céu. Ninguém esperava que os Zonyanos tivessem chamado por reforços. Pegaram tudo que podiam e voltaram para as florestas de Kinkou.
    No dia seguinte, Swainael foi para a montanha de Fernundium, e como prometido, um dia depois do cerco acabar, la estava ela, sentada numa pedra esperando por ele. Passaram o dia e a noite inteira juntos, e na hora de ir embora, combinaram de se encontrar no dia seguinte, e foi assim por vários dias, até que chegaram os demônios.
    A Guilda dos Arcanjos tinha uma forte tendência em se aliar com os demônios, se dessem seu apoio e Belzebu ele os ajudaria dando Hordas de Castas para ajudarem eles a destruírem Zonya. E foi o que aconteceu.
    Num desses encontros, Swainael e Irelia acabaram dormindo juntos e esqueceu de avisar a Irelia para ela fugir com sua família, quando acordaram, cada um foi para seu respectivo lar. Quando chegou a Kinkou, um sentinela local perguntou por que ele voltou da batalha, Swainael perguntou que batalha aquele sentinela falava, e o sentinela falou sobre os exércitos de castas que foram junto com os Anjos do Vácuo destruir zonya completamente.
    Swainael se desesperou, correu o mais rápido que pode para zonya, e quando chegou la já estava tudo pegando fogo e nas ruas da cidade vários "demônios da luz" tentando sobreviver aos reais demônios. Ele procurou dentro do porão da casinha, e Irelia não estava la, seu desespero já quando ele viu não muito longe dali, um grupo de elfos numa barricada com centenas de castas tentando invadir, e la dentro estava Irelia. Swainael respirava de alivio quando ele escuta um grande estrondo, a barricada acabara de ser destruídas e os elfos dentro dela morriam rapidamente. Swainael correu para la, saiu passando a frente de todos os demônios e abraçou Irelia antes que eles a matassem. Mandou Irelia ficar atrás dele e todos os demônios que chegava perto ele estraçalhava, até que Djaime apareceu e deu um murro extremamente forte na cara dele, ele desmaiou.

    Acordou de volta na floresta, com seus quatro membros presos com cordas entre duas estacas de madeira, e a sua frente estava Irelia igual a ele.
    - Não posso acreditar que o retalhador da luz se apaixonou por uma demônio da luz. - Djaime se mantinha no meio dos dois, e em volta deles toda a Guilda dos Arcanjos e centenas de demônios.
    Swainael não conseguia responder, sua vergonha era maior do que tudo, sempre foi tratado com o mais poderoso dos elfos das trevas, e agora todos em volta dele sabiam que ele amava uma elfa da luz. Djaime continuou:
    - E uma pena fazer isso, mas esta na hora de você pagar pela sua traição.
    Djaime colocou uma mão no rosto e a outra mão no peitoral de Swainael, e então começou a repetir palavras sombrias. Nisso Swainael começou a gritar de agonia, sua dor era gigantesca, toda sua força vital estava sendo sugada, e quando Djaime terminou, Swainael ficou extremamente fraco, quase inconsciente.
    - Sabemos do seu potencial, então drenamos sua energia para que você não consiga escapar quando ver isso.
    Djaime então acariciou o rosto de irelia e depois com suas unhas começou a rasgar ele. Os gritos de irelia transmitiam uma imensa dor. Swainael sentia uma dor igual, não suportava ver aquilo. Djaime continuou sua brincadeira pelo resto do corpo dela, dessa vez bem mais forte. Os gritos de Irelia se intensificaram. Nem Djaime nem ninguém sabiam do fragmento de luz em seu coração, e nessa hora o fragmento estourou. Swainael ficou com seus olhos dourados e conseguiu se libertar das estacas, arremessou Djaime longe com apenas um golpe, pegou Irelia com uma mão e com a outra foi correndo abrindo espaço entre as Castas e os Membros da Guilda. Conseguiu sair daquela roda, mas todos estavam o perseguindo, ele pegou uma tocha que estava presa em uma das arvores e jogou no resto da floresta. Conseguiu despista-los, porem Irelia não aguentou a dor e faleceu, o fragmento se dissipou.
    Enterrou Irelia no topo do pico da Basiléia:
    - Para você conseguir me ver voltar com exercito que destruira a Guilda dos Arcanjos e Belzebu.


    Vagou pela imensidão do mundo procurando alguma forma de recuperar suas forças, descobriu sobre Hunter Island e comemorou a morte de Belzebu. Viu que lá ele conseguiria recuperar sua força e talvez ficar ainda mais poderoso, e também poderia pedir ajuda aos matadores de Belzebu.
    avatar
    Nick
    Admin

    Mensagens : 343
    Data de inscrição : 08/08/2009

    Ficha de Hunter
    Level: 200
    Clube: Diretoria
    Experiência:
    1000/1000  (1000/1000)

    Re: Historia de Swainael.

    Mensagem  Nick em Sab Nov 13, 2010 3:35 pm

    Otima historia esta aceita.

      Data/hora atual: Ter Nov 21, 2017 8:42 am